CONSULTA A DOMICÍLIO
ebook

CONSULTA A DOMICÍLIO

Editorial:
HARLEQUIN IBÉRICA PORTUGAL
Materia
Novela
ISBN:
978-84-687-5886-2
Páginas:
160
Formato:
Epublication content package
Derechos eBook:
Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.
DRM
Si
Colección:
DESEJO | DESEJO

Por vezes a única forma de o ajudar? era meter-se na cama com ele.

A ideia de partilhar casa tinha sido de Maggie e, visto que o doutor Pete Morgan era seu paciente, era ela quem ditava as regras. Tentava convencê-lo de que aquele sítio junto ao lago ajudá-lo-ia a recuperar-se, de corpo e alma. E a verdade era que a terapia parecia estar a funcionar, excepto no dizia respeito aos sonhos que o invadiam de noite ?

Maggie Holm sabia que tinha invadido território proibido, porque gostava demasiado de brincar às casinhas com Pete. O problema era que para ele só se tratava de uma distracção de verão. E o verão teria o seu fim.

Otros libros del autor

  • ESCâNDALO NO REINO
    ebook
    Titulo del libro
    ESCâNDALO NO REINO
    MICHELLE CELMER
    Não se importava de casar sem amar a sua esposa.Como qualquer príncipe, Christian devia casar-se com uma mulher da r...

    Q. 20

  • O PRÍNCIPE SEDUTOR
    ebook
    Titulo del libro
    O PRÍNCIPE SEDUTOR
    MICHELLE CELMER
    Será que o casamento ia inflamar ainda mais a paixão que ardia entre eles?Em condições normais, o príncipe Ethan nun...

    Q. 20

  • O AMANTE DA PRINCESA
    ebook
    Titulo del libro
    O AMANTE DA PRINCESA
    MICHELLE CELMER
    Pretendia vingar-se da realeza.O famoso arquitecto Alexander Rutledge não regressara a Morgan Isle apenas para const...

    Q. 20

  • A SEDUçãO DO DUQUE
    ebook
    Titulo del libro
    A SEDUçãO DO DUQUE
    MICHELLE CELMER
    Ela tinha que conseguir resistir-lhe!Como iria Victoria Houghton conseguir trabalhar para o duque Charles Frederick ...

    Q. 20

  • A NAMORADA DO REI
    ebook
    Titulo del libro
    A NAMORADA DO REI
    MICHELLE CELMER
    Para ele, o casamento era uma obrigação, até a conhecer...Príncipe Phillip prometera cumprir o seu dever, portanto, ...

    Q. 21