UMA QUESTãO DE HONRA
ebook

UMA QUESTãO DE HONRA

Editorial:
HARLEQUIN IBÉRICA PORTUGAL
Materia
Novela
ISBN:
978-84-687-7496-1
Páginas:
160
Formato:
Epublication content package
Derechos eBook:
Copiar/pegar: Prohibido.
Imprimible: Prohibido.
DRM
Si
Colección:
DESEJO | DESEJO

Era seu dever tornar-se pai e marido... acatando todas as consequências

Ao lhe dizer que ia ter um filho seu, Savannah Claiborne, pôs a vida organizada de Durango Westmoreland de pernas para o ar. De repente, aquela inesquecível noite de paixão tinha-se transformado numa obrigação de uma vida inteira para um solteiro empedernido como ele.

Mas os homens da família Westmoreland cumpriam sempre com as suas responsabilidades. Durango nem sequer ponderava a possibilidade de Savannah criar a criança sozinha. Pediu-a em casamento e ela aceitou... com uma condição: seria unicamente um casamento por conveniência...

Otros libros del autor

  • ARDENTE E SELVAGEM
    ebook
    Titulo del libro
    ARDENTE E SELVAGEM
    BRENDA JACKSON
    A tempestade de neve acabou por mudar mudar tudo...A última coisa que Patrina Forman pretendia fazer era apaixonar-s...

    Q. 20

  • ESPOSA OLVIDADA
    ebook
    Titulo del libro
    ESPOSA OLVIDADA
    BRENDA JACKSON
    ¿Podría mantenerla a salvo y convencerla para que le diera una segunda oportunidad?Tras una separación forzosa de ci...

    Q. 25

  • UM HOMEM INDOMÁVEL
    ebook
    Titulo del libro
    UM HOMEM INDOMÁVEL
    BRENDA JACKSON
    Como seria deixar-se domar por aquela mulher?Assim que soube que continuava casado, o antigo ranger do Texas, Clint ...

    Q. 21

  • VINHO E PAIXãO
    ebook
    Titulo del libro
    VINHO E PAIXãO
    BRENDA JACKSON
    Aquele casamento era apenas um negócio... até a paixão mudar as regras do jogo.O milionário Spencer Westmoreland tin...

    Q. 21

  • ROMPIENDO TODAS LAS NORMAS
    ebook
    Titulo del libro
    ROMPIENDO TODAS LAS NORMAS
    BRENDA JACKSON
    ¿Sería capaz de romper sus propias normas?La primera norma de Bailey Westmoreland era no enamorarse nunca de un homb...

    Q. 25